domingo, abril 13, 2008

O outro lado...



...

Without the mask

Where will you hide?

Cant find yourself,

Lost in your lies

...

10 comentários:

Mocho Falante disse...

Belo Clip, bela frase

adorei

beijocas

Isabel José António disse...

Cara Amiga Alexandra,

Depois de muitas "desgraças"(falta de te,po, avaria no computador, e etc. etc) estamos de volta.

De quiser ir visitar-nos esteja à vontade e sinta-se convidada.

Sobre este post, como costuma fazer, questiona sobre as diversas máscaras que nos impedem de ver-nos a nós mesmos, ao mais profundo no nosso Ser.

E é nessa "cegueira" que a humanidade teima em continuar, desde há tempos imemoriais. Tudo muda, o clima, a tecnologia, o ciber-espaço, os computadores, os telemóveis e toda uma panóplia de inventos sofisticados e engenhosos, muitíssimo bem concebidos.

E no entanto, o homem continua sem saber quem é, o que faz aqui e para onde vai. Ergue o seu ego como deus supremo, manda às urtigas a Ética, que dispõe que se coopere e não que se compita, delapida só para uns quantos as riquezas da Natureza, e para poder dar a ilusão de que tuod está bem, que é mesmo assim, que tem qu ser, enverga então todas as máscaras possíveis e imaginárias, apenas para não se ouvir a si próprio.

Para onde se caminha?

Mas também que importará? Alguém ouvirá outras (ou sentirá) outras formas de ser e estar? É que o condicionamento mental tem tantos labirintos, tantas máscaras, tantas subtis nuances...

A mudança tem que começar por cada um que vê de outra maneira. O farol que ilumina, tem que ser aceso dentro de casa um de nós. Não há guias. Somos nós (todos e cada um) que ou nos fundamos ou nos salvamos.


Um grande abraço para si.

José António

Teresa Durães disse...

adoro esta música, não conhecia o clip

meialua disse...

Amigaaa!!! Quanto tempo hem?? Pois é, a vida vai passando mas há coisas e pessoas q apesar de tudo relembram no nosso coração. Estou voltando bem devagarinho ao Fragmentos também :)
Beijos com muita saudade e carinho*

Kagahn disse...

See Please Here

mjose.m disse...

Ola Alexandra,

Estava aqui a pensar sobre -"o outro lado..."
Há sempre um outro lado, sejam um e outro como forem...

Beijinhos

alexia disse...

Sou perita em mascaras mas não sinto que me prejudiquem.
Por exemplo: Hoje estou péssima, encafuada num isolamento opcional, entregue a uma depressão necessária. No entanto se por alguma razão tiver que ir à rua e encontrar os amigos habituais serei certamente interpretada como sempre, a que num grupo anima as hostilidades:)
E agora perguntas tu que raio de conversa é esta minha…pois, não te sei dizer, foi o que me veio á cabeça e pareceu-me a alternativa mais própria porque a minha primeira ideia era dizer que esta música é boa para fazer sexo:))

Beijos

Maria P. disse...

Há sempre o outro lado...
Excelente post!


Beijinho(S)Amiga*

Å®t Øf £övë disse...

Alexandra,
Este video retrata bem a realidade, porque todos nós temos um outro lado, em que não usamos mascaras, e em que somos nós mesmos com todas as dificuldades que isso acarreta. Mas esse lado poucas pessoas, ou mesmo ninguém conhece, porque é o lado que reservamos para nós mesmos, ou apenas para aquele grupo de pessoas super restricto que partilha a vida connosco.
Beijinhos.

Anónimo disse...

pobre menininha, me faz pena.
Marcus