sábado, fevereiro 14, 2009

Anjos e Demónios

Ouço uma, duas, três.... perdi a conta das vezes que a ouvi, numa tentativa de interiorizar a sua mensagem. Acho-a bonita e portadora de esperança, mas dou comigo a pensar que nem de tanto a ouvir consigo acreditar nestas palavras. Não fazem eco cá dentro, é como se de alguma forma estivesse bloqueada à sua entrada. Simplesmente rodopiam em meu redor mas… ficam-se por aí.

Verdade seja dita que anjos nunca foram o meu forte. Mas a esperança e a postura aberta a outras oportunidades sempre fizeram parte da minha personalidade..

Não posso considerar que tenha uma vida muito difícil. Há bem piores e seria injusto fazer qualquer equivalência. Contudo, noto o perfeito casulo onde, aos poucos, me fui envolvendo, na direcção proporcional à passagem do tempo. Cada vez mais apertado, cada vez mais escuro, de tal forma que já dei comigo a pensar: “A próxima etapa é não veres um palmo à frente do nariz!!”

Nunca fui, nem sou apologista de vitimização, sei que tenho que quebrar o ciclo. Pergunto-me amiúde: “Como?”

Angels

I sit and wait

Does an angel contemplate my fate

And do they know

The places where we go

When we're grey and old

'cos I have been told

That salvation lets their wings unfold

So when I'm lying in my bed

Thoughts running through my head

And I feel the love is dead

I'm loving angels instead

And through it all she offers me protection

A lot of love and affection

Whether I'm right or wrong

And down the waterfall

Wherever it may take me

I know that life won't break me

When I come to call she won't forsake me

I'm loving angels instead

When I'm feeling weak

And my pain walks down a one way street

I look above

And I know I'll always be blessed with love

And as the feeling grows

She breathes flesh to my bones

And when love is dead

I'm loving angels instead

...

8 comentários:

A.J.Faria disse...

Olá, Alexandra!
O tema é bonito, melodioso, embora revele um pouco de fantasia ao abordar a questão.
Quanto ao seu post, acho que todos nós temos fases mais ou menos motivantes, o importante é não deixarmos de acreditar em nós!

Um beijo

(para quando uma visita?)

Roderick disse...

Anjos são aqueles que nos ajudam na vida!

Ana disse...

Esta é uma das minhas músicas preferidas de sempre e, tal como tu, tento interiorizar a mensagem cada vez que a oiço (e também não são poucas!) e não consigo.

Gostava de poder acreditar em "anjos"... mas estou cada vez mais longe disso. Já os demónios... fazem questão de provar a sua existência a toda a hora!

Beijinhos

Isabel José António disse...

Querida Amiga Alexandra,

Todos os anjos, demónios, seres e não-seres, estão dentro de si. Não procure fora, porque não há.

Respire fundo, a vida é feita de pequenos nadas. Se a sua intenção e persistência na procura da verdade formantida, mais cedo ou mais tarde encontra-la-á.

Um grande abraço

José António

Maria P. disse...

Gosto do tema.
Quanto ao tema mesmo:) conheço a sensação de sentir a teia a apertar, cada saída a ficar fechada, e...que fazer?!...
Mas acredito, não sei se é um Anjo, mas acredito sempre.

Acredita.

Beijinho(S) Muito(S)

alexia disse...

Olá:)
Por acaso não desgosto da melodia mas não interpreto a mensagem da mesma forma. Oiço , tento traduzir( pq o inglês rodopia em meu redor e fica por ai) e acho a letra conformista, como se a esperança tivesse que existir só em forma de algo irreal, como se a dor só fosse substituível e atenuável por obra e graça do divino!
É mais fácil um ser humano imperfeito penetrar em alguns casulos do que anjos que de tão entediantes ainda nos adormecem mais os sentidos.
Pronto…toma lá uma perspectiva amalucada, pode ser que ajude a …aumentar a graduação:).
Beijo

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para criar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos.Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

Espaço do João disse...

Gostei também.
Agora que já descobriu osítio pode de vêz em quando dizer algo, pois não ficrá sem resposta. logo,logo, farei uma visita mais profunda, pois agora vou deixar-vos. Um abraço e bom dia de trabalho.