domingo, julho 01, 2007

100º post.

Este é o meu 100º. post. Dedico-o a quem teve a sensibilidade de me encaminhar para um trajecto há muito abandonado e que me fez acreditar
na seguinte citação:
"A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original.", Albert Einstein.


Tempos houve em que procurava música atrás de música anteriormente aconselhada. Não descansava enquanto não encontrava o que queria. Posteriormente ouvia e "discutia" entre outras coisas tempos, minuto a minuto, segundo a segundo...


Hoje, olho somente para os escaparates. Não procuro nada em especial, limito-me a varrer com o olhar o que diante de mim se apresenta. Se algo me despertar a atenção, visiono com mais cuidado. Compro ou não, muitas vezes conforme a disposição e/ou disponibilidade.


Perguntei a alguém um dia porque ouvia esta ou aquela música se lhe trazia imagens mais marcantes e pouco apaziguadoras. A resposta foi algo do género: Doi ouvir mas, são lindas!!

Correndo o olhar por um escaparate de música algo me despertou a atenção. Verifiquei e comprei. Quando o ouvi em casa, percebi através do mar dos olhos, o porquê da resposta que me tinha sido dada.


Doi ouvir, mas ... apesar das lembranças poderem magoar, surgem também sensações de saudade mas com um sabor agradável. Palavras que foram ditas, alegrias transmidas, percepções da mesma realidade... sensações que não voltam mas que ficam para sempre guardadas!

21 comentários:

a.horizonte disse...

Olá!
De algum modo e em muitas situações, ao 100º, é um ponto de reflexão mas também de satisfação pessoal.
Permite que saliente estas tuas palavras:

" ... Palavras que foram ditas, alegrias transmidas, percepções da mesma realidade... sensações que não voltam mas que ficam para sempre guardadas!"

Gostei muito de ler.
Tudo de bom.
Beijinhos,
MJose

Maria P. disse...

100 post de magníficos.
Como magníficas são as palavras que escreves neste 100º e que são tão sentidas, tão belas, que fazer doer, mas lindas.
Escrevo-te neste mar de olhos,onde a dor salgada teima vencer, tu sabes.

Obrigada Alexandra por estares aqui, comigo.

Beijinho enorme*

Ad astra disse...

Parabens pela centena de interessantes posts.
Espero outros cem..e mais outros... e mais outros...
Porque as palavras nos unem

Maria Clarinda disse...

"...Doi ouvir, mas ... apesar das lembranças poderem magoar, surgem também sensações de saudade mas com um sabor agradável. Palavras que foram ditas, alegrias transmidas, percepções da mesma realidade... sensações que não voltam mas que ficam para sempre guardadas!""


Como tens razão nesta tua frase!!!!
Jinhos mil e parabéns pelos 100 posts

Anónimo disse...

Um numero tão bonito para alguém 100% dedicada. Parabéns. Creio que nem tu acreditavas lá chegar ahn?

bjs querida.
mano

Moinante disse...

Parabéns pelo centésimo e, vamos em frente , porque há muito ainda por escrever , dizer ...

Mil beijos de amizade .

Isabel José António disse...

Cara Amiga Alexandra,

Doem algumas palavras mais duras
Outras, por contraste, alegram
Nesta vida ternuras e amarguras
São como o vento: dão e levam

Todos os momentos mais importantes
São os que nos fazem ser e sentir
Acontecem, por vezes, em instantes
Só temos que deixar a vida fluir

E o momento mais precioso é somente
Quando sentido em nosso coração
O que vivemos no eterno PRESENTE
E com ele casamos, RAZÃO E EMOÇÃO

Muitos parabéns pelo 100º post. Que tenha inspiração para outros tantos.

Um grande abraço

José António

A.S. disse...

Parabéns Alexandra! Sobretudo pela partilha que fazes deste teu belissimo espaço com talento e muito bom gosto!


Um beijo!

Mocho Falante disse...

olá viva

de facto é verdade, eu também tenho músicas que me transportam sempre mas sempre a episódios da minha vida uns melhores que outros, o mesmo se passa com os cheiros.

Beijocas

Maria P. disse...

Página 161 - um desafio.

Beijoca*

Maria Valadas disse...

Oms meus parabens pelo 100º post, e que na continuação, consigas deslumbrar-nos com o mesmo brilho como o tens feito até aqui!

Beijos da

maria

Cadinho RoCo disse...

Nem consigo imaginar dimensão do poder da música no âmago de nossas vidas.
Csdinho RoCo

TINTA PERMANENTE disse...

É isso, é: a saudade é assim como uma flor de amarga suavidade, não é?...
Parabéns pelo centésimo!
Abraço.

RPM disse...

olá Alexandra!

bom dia ou boa tarde.....

um abraço de amizade e venham mais 100sações intimistas....

bjito

RPM

John Lemmos disse...

Parabens pelo 100º post.
Muitos foram aqueles que me tocaram e outros ouve em que fiquei sem palavras.
Parabéns pelas nomeaçóes tanto dos "Tomatinhos" como "7 Maravilhas da Blogoesfera"

John Lemmos disse...

ops... esqueci dos **beijos** loooool :-)

carteiro disse...

Parabéns pelos 100 posts :) Com algum orgulho, fiz parte de alguns deles, lendo-os, e espero aqui estar para ler os próximos 100.

Lindíssimas as tuas palavras.
Decerto que não falamos do mesmo, mas então acrescento que há dores, no ouvir Música, que me tornam mais forte e que, após senti-las, me intensificam qualquer alegria que venha.

Não sei se o CD que compraste é o que deixaste na imagem mas de qualquer modo andei por aí a pesquisar a ver se via o conteúdo. E, de facto, é lindíssimo!

E não me sai da cabeça que tenho de arranjar bilhetes para, em Setembro, ir a uma interpretação do 3º concerto para piano de Rachmaninov.

Muitos e bons (já sabemos que o serão) sejam os posts que virão!

poeta_silente disse...

Ale!
Somente hoje pude passear pelo teu Blog. Parabenizo-te pelo 100º post.
Música? Não vivería sem ela. Pois meu dia a dia é movido à música.
Algumas, querida, doem, sim... Mas é uma dor que nos leva a reviver momentos lindos e mágicos.
Somos a construção que não se acaba. E os tijolos devem ser revisados, a cada momento em que forem chamados à memória. Esta revisão é crescimento. Crescemos com nossa retrospectiva, sensibilizada através de uma bela música.. porque entendemos a razão daquele tijolo ali estar e a sua devida importância. A construção não seria a mesma, caso este fosse retirado de seu lugar.
A música é o sal da vida. O tempero dos momentos. A essência do nosso sentimento. Pois ela sempre transmite, em sons, o que vivenciamos no nosso momento.

Creio não estar num dia de inspiração. Minhas palavras não estão muito claras.
Beijinhos. Deus te abençoe.
Miriam

alexia disse...

Parabéns!!!

A frase do Einstein é muito fácil para mim de perceber, tudo se torna mais claro quando nos sentimos um exemplo!

Hoje não me apetecia sentir-me apaziguada...procurei "A" musica e através do tal mar nos olhos e da dor reivindiquei só para mim alguns momentos passados...é como dizes, a sensação de saudade não deixa um sabor amargo!

Beijoooooo e bom fim de semana

Anónimo disse...

Willingly I accept. In my opinion, it is actual, I will take part in discussion. Together we can come to a right answer.

Anónimo disse...

You have hit the mark. It seems to me it is good thought. I agree with you.