sexta-feira, julho 20, 2007

Crepúsculo.

" Ah, principezinho! Assim, aos poucos, fui ficando a conhecer a tua melancólica vidinha! Durante muito tempo, a tua única distracção foi a beleza dos crespúsculos. Fiquei a sabê-lo na manhã do quarto dia, quando me disseste:
- Gosto muito dos pores de sol...
- Mas primeiro temos que esperar...
-Esperar o quê?
-Esperar que o sol se ponha.
(...)
- Um dia vi o sol pôr-se quarenta e três vezes!
E pouco depois. acrescentaste:
- Sabes ... quando se está muito, muito triste, é bom ver o pôr do sol..."

Saint-Exupéry, Antoine de, O Principezinho, pp.26.


Um dia, uma utente que atendi logo pela manhã, vendo que não estava nos meus melhores dias, disse-me:
- Vá lá fora, olhe para o sol, feche os olhos e fique assim um bocadinho. Vai ver que o seu problema vai desaparecer.
Sorri e agradeci-lhe!

Ainda há "principezinhos" na vida real, felizmente!!!

Bom fim de semana!

12 comentários:

RB disse...

Um pôr do sol é sempre um momento magnifico! Sentir o sol, faz-nos sentir que, apesar de tudo o que nos possa atormentar, vale a pena viver. Essa utente é uma pessoa sábia. Ainda há pessoas assim.
Um fim-de-semana cheio de sol.
Beijinhos
RB

triliti star disse...

nunca li o princepezinho, não ralhes, que já toda a gente ralhou.
já o tive nas mãos várias vezes e...

é uma estranha força superior a mim, ou uma fraqueza...

Maria P. disse...

Claro que há, são é poucos...:)

Bom fim de semana, beijinho*

Anónimo disse...

Olá Alexandra,
O Princepezinho, uma delícia de livro e um dos que mais me marcou.
Beijo
isabel telles

"J'aime bien les couchers de soleil. Allons voir un coucher de soleil..."

" - Ah! desculpa, disse o principezinho.
- Que quer dizer "cativar"?
- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa "criar laços..."
- Criar laços?
- A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de conhecer alguma coisa. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me! ... " Antoine de Saint Exuperry

RickHard disse...

ola alexandra. contagiado pelo bichinho da comunicaçao e dos blogs ca estou eu no meu mais recente blog. espero que gostes. Princepezinho...
que belo livro
que liçao de vida
lembro me de ler no 4º ano ao lado da prof no chao (menino mal irrequieto diziam eles)
mt bom mesmo.

Beijos RickHard

Pedro Arunca disse...

Um poema pode ser pouco
Mil poemas serem demais
Rimo em verso rouco
Amar até não puder mais
Inspiração é estado de alma
Onda em mar de afectos

Devida maré calma
Encontros certos
Sentimento
Obrigatório
Legítimo

carteiro disse...

Que livro tão bonito!
Espero que tenhas então fechado os olhos...
Sabes, li em qualquer (outro) livro que quando estamos muito tristes devemos olhar para cima, para o céu, e sorrir.... porque não dá jeito nenhum chorar nessa posição. Acho que ambas as teorias acabam por poder entrelaçar-se. E olhar para um céu bonito ou para um bonito pôr-do-sol, não são ambos belezas transcendentes? :)

alexia disse...

Acredito que num momento de tensão, descontrair, fechar os olhos e sentir o sol na cara nos ajude a relaxar mas sou uma céptica e não creio que comigo resultasse, o mais certo era ficar irritadíssima :)
Nunca li o princepezinho...aqui há tempos comprei-o para a minha filha mas perdemos o livro antes de chegar a casa:))), até tenho receio de o voltar a comprar, não vá ler algo que me abale os conceitos e me faça tranquilizar com um por do sol!

Para rematar...ah pois há...princepezinhos:))

Beijo

John Lemmos disse...

Olá Amiga Alexandra
Há ainda muitos principezinhos...coisa rara no mundo actual...mas eles andam por aí.

Boa Semana

**beijo**

alem horizonte disse...

Olá Alexandra!
Esse é um daqueles livros que li em diferentes idades e foram diversos os "sentires" :)
Ainda hoje, profissionalmente, é sempre com um gosto renovado que o releio em capítulos.
Interessante, o rosto dos alunos quando trabalhamos esses textos na aula!!

E, sim...
Ainda há muita gente boa!!!
E sembre belos "Crepúsculos".
Beijinhos
MJ

redonda disse...

Que bonito.
Não me lembrava dessa passagem do livro e a ideia de principezinhos na vida real também é cheia de sol.
Um beijinho e boa semana :)

Tó Luís disse...

Oi Alex...
Primeiro de tudo o meu sincero agradecimento pela tua visita na Exposição, foi aquilo que eu esperava, uma atenta e amiga visitante...Thanks
Fizeste uma pintura muito bonita com este teu pensamento, o (PRINCIPEZINHO) vai ficar orgulhosa de ti...
Bjs
Tó Luís