sábado, setembro 22, 2007

Guerra e Paz.

Daniel Barenboim with Berliner Philharmoniker
Photo: Sesech BayatCourtesy of Teldec Classics International

No seguimento do post anterior em que deixei uma citação acerca da arte e sua contribuição para a unificação em termos gerais, não podia distanciar-me da notícia que hoje foi posta aos olhos do mundo.

Daniel Barenboim, nasceu em Buenos Aires, em 1942. Começou a estudar piano aos cinco anos de idade, tendo-se estreado como pianista em Viena e Roma, no ano de 1952. Em 1981 teve a sua estreia como Maestro em Bayreuth.

“ Este e Edward Said, intelectual palestiniano que morreu em 2003, fundaram o West-Eastern Divan Workshop, que todos os verões convida jovens músicos de Israel e do Médio Oriente para formar uma orquestra. Em 2003 a orquestra tocou pela primeira vez num país árabe, na cidade de Rabat, a convite do Rei Muhammed VI. O Workshop não pretende expressar nenhuma posição política e o seu objectivo é o de dar um exemplo de diálogo entre culturas.”

Aos 21 de Setembro do corrente ano foi nomeado, entre outros, EMBAIXADOR DA PAZ DA ONU, em virtude do seu trabalho enquanto maestro e pianista,
“no sentido do desenvolvimento a favor do entendimento entre o povo israelita e palestiniano, especialmente através da fundação de uma orquestra que reúne jovens de ambos países.”

UNS ORQUESTRAM A GUERRA, OUTROS PROMOVEM A PAZ E TOLERÂNCIA!



BOM FIM DE SEMANA!

14 comentários:

Cadinho RoCo disse...

São de iniciativas assim é que o mundo precisa.
Cadinho RoCo

Maria P. disse...

Será sempre uma luta longa...


Beijinho, bom fim-de-semana*

alem horizonte disse...

Gostei muito deste seguimento, como dizes, e é bom lembrar que se há quem faça a guerra, também muitas pessoas individual e/ou colectivamente, em O.N.G ou outras, promovem e apelam à Paz.
E esta é uma "luta" que nos envolve a todos - por vezes começando por coisas pequenas e simples que podemos fazer.
Como fizeste aqui, também - e Muito Bem.
Bom fim de semana
Beijinhos,
MªJose

RPM disse...

minha amiga Alexandra.....

olá olá e mais um olá...estou ainda em fase de mudanças e o computador fixo está no alto mar a bordo do navio Corvo..... por isso a ausência do poema.

beijo amigo e boa semana

RPM

Daniel Aladiah disse...

Em boa música te leio...
Um beijo
Daniel

Bia disse...

Passei para deixar um "Olá!"Já algum tempo que não passava por cá e há tanto para ler e ver...

Boa semana!
Bjs!

Bia disse...

Passei para deixar um "Olá!" Já há algum tempo que nãopassava por cá e há tanto para ler e ver...
Boa semana!
Bjs.

Teresa Durães disse...

talvez através da arte... sou cínica demais para acreditar. não interessa a ninguém...

boa semana

PostScriptum disse...

Só pela cultura lá vamos, acredita.
Bom post, Alex.
Beijinhos

TINTA PERMANENTE disse...

Por isso nos toca mais fundo o exemplo do que a ameaça!...
Abraço

alexandrecastro disse...

ola alexandra. como sempre fico a pensar no que escreve. se calhar sou tão egoísta e egocentrista que penso que os meus problemas são tão reais que nada nem ninguém pode estar pior do que eu.
claro que isso não me serve de consolação, mas de facto, há quem esteja bem pior, e com a garvante que na guerra há quem se aproveite e ganhe com a "miséria" humana. beijinho

Mocho Falante disse...

São de facto vidas cheias de valor não é? Arte em prol da paz e da tolerância

gostei...

beijocas

Å®t Øf £övë disse...

Alexandra,
Pelo menos ainda são reconhecidos aqueles que promovem a paz e a tolerância no médio oriente. Valha-nos pelo menos isso.
Beijinhos.

carteiro disse...

Sim, já conhecia estas lutas e objectivos por parte deste Pianista e Maestro :) A música é, de facto, um meio mágico para este tipo de coisas. E falando em mensagens de esperança ou sonhos, é linda a (mais uma) gravação dele, como maestro, da Nona Sinfonia de Beethoven, realizada há cerca de um ano.