sábado, setembro 01, 2007

Obrigado!


Porque as palavras nos podem fazer eco, deixo um poema que me foi oferecido, como forma de agradecimento a todos os que passam por este canto e, muito especialmente, aos que mais assiduamente o procuram/ procuraram!
OBRIGADO
Por teu sorriso anónimo, discreto
( o meu país é um reino sossegado... )
Pela ausência da carne em teu afecto,
Obrigado!
Pelo perdão que o teu olhar resume,
Por tua formosura sem pecado,
Por teu amor sem ódio e sem ciúme,
Obrigado!
Por no jardim da noite, a horas más,
A tua aparição não ter faltado,
Pelo teu braço de silêncio e paz,
Obrigado!
Por não passar um dia em que eu não diga
- Existo sem futuro e sem passado.
Por toda a sonolência que me abriga...
Obrigado!
E tu, que hoje és meu íntimo contraste,
Ó mão que beijo por me haver cegado!
Ai! Pelo sonho intacto que salvaste,
Obrigado! Obrigado! Obrigado!
Pedro Homem de Melo
Imagem: retirada da net. Não havia qualquer informação sobre o autor da pintura.

13 comentários:

Moinante disse...

"Pelo perdão que teu olhar resume"
É tão intenso ...

Viva amiga Alexandra :
Bonito poema , muito forte , gostei .
Votos de um bom fim de semana .

"... Ténue claridade envolvente
Tímida vence a vidraça ..."

O Profeta disse...

Soltaram-se as notas desta sonata
Secretamente a noite invadiu o dia
Risos de pássaro de fogo na manhã
Que uma suave brisa anuncia

Bom fim de semana

Doce beijo

pentelho real disse...

Pedro Homem de Melo que os deixou lindos poemas.

Anónimo disse...

" Pelo teu braço de silêncio e paz, Obrigado!"
Lindo, por vezes o silêncio é precioso.
beijo
isabel

Maria P. disse...

Obrigada, digo eu com muito carinho!

Beijinho.

Pedro Arunca disse...

Sim elas chegaram até mim. Obrigado por mas fazeres soar.
Tenho amigos do peito
Muitos no meu coração
Pode faltar-me o jeito
de demonstrar gratidão
Não há moeda que pague
o valor da amizade
pretendo que não se apague
o sentimento e a lealdade.....até

Manuelinho disse...

Que hei-de escrever?! O poema é de uma enorme beleza; revelador do que te vai na alma?!
PHM infelizmente não é muito conhecido do grande público - a poesia em geral não é, o que não deixa de ser estranho num país de poetas - mas a verdade é que os blogs têm prestado um serviço insyimável à cultura, divulgando mais e menos conhecidos.
Bonito, Alex.

Mocho Falante disse...

Mais um belo testemunho do grande poeta que foi

beijocas

carteiro disse...

É bom quando sentimos um eco que nos preencha e que vá enchendo as paredes das nossas vivências por este mundo de blogs :)

Bruxinhachellot disse...

Não há o que agradecer. Nós é que estamos agradecidos por você nos proporcionar tanto encanto com suas palavras. E que ainda venham mais por aí...

Beijos lendários.

Roderick disse...

Ainda bem que gostaste do poema.

Obrigado... por tudo.

Beijos

Pedro Branco disse...

Quando os teus passos entrarem pela minha casa, saberei que um perfume de ternura irá abrir as janelas. E um canto de maré regar o meu jardim. E um sopro de abraço colorir as paredes. E um beijo longo ecoar no asfalto dos caminhos em volta.

redonda disse...

Engraçado encontrar este poema aqui porque recentemente comprei dois livros de poemas de Pedro Homem de Melo (já li um e estou a ler o outro) :)